Recuperar RAID

1. Solicite un orçamento gratuito para recuperar os dados do seu RAID

Entre em contato conosco e atenderemos pessoalmente o seu caso. Forneceremos informação para recuperar RAIDs e das preferências em termos de prazos. Se o desejar, também pode solicitar diretamente a recolha gratuita.

Recuperar RAID

Serviço standard

Em função da data de aceitação do orçamento, damos inicio ao processo de recuperação de dados.
Em 86,15% * dos casos, as recuperações são finalizadas antes de 6 dias úteis.

(*) Informação atualizada com os dados obtidos durante o ano de 2022. Prazos calculados em dias úteis, a partir da aceitação do orçamento por parte do cliente.

Serviço urgente

Prioritário na recuperação de dados durante o horário laboral de forma continua até finalizar o processo.
Em 100% * dos casos, as recuperações são finalizadas antes de 72 horas.

(*) Informação atualizada com os dados obtidos durante o ano de 2022. Prazos calculados em dias úteis, a partir da aceitação do orçamento por parte do cliente.

Serviço noturno - fim de semana

Máxima prioridade. Os técnicos não deixam de trabalhar com o disco até finalizarem o processo de recuperação de dados, 24 horas ao dia, 7 dias por semana.

As recuperações são realizadas no menor tempo possível, trabalhando em turnos noturnos, mesmo fora dos dias úteis.

Precisa de mais informação?
Solicite um orçamento

2. Vamos buscar o seu RAID gratuitamente

Solicite a recolha gratuita do seu RAID. Pode fazê-lo através do nosso telefone de atendimento ao cliente ou mediante um simples formulário online.

INSTRUÇÕES PARA EMBALAR O RAID

É necessária uma embalagem adequada para minimizar o risco de un dispositivo resultar danificado durante o transporte ao laboratório.

  • Envolva o dispositivo cuidadosamente com material anti-estático, plástico bolha, espuma ou outro material sintético.
  • Coloque o dispositivo numa caixa: encha aproximadamente até a metade da caixa com algum material protetor (espuma, plástico bolha ou cortiça). Introduza o dispositivo e cubra-o com mais material até o deixar totalmente protegido. Certifique-se que o dispositivo fique corretamente acondicionado por forma a evitar choques durante o transporte. Não utilize nenhum tipo de papel, já que acumula muita humidade.
  • Anexe, por favor, o documento de envio do dispositivo que o nosso departamento de atendimento ao cliente forneceu, com as indicações que considere úteis para nos ajudar a recuperar os dados do dispositivo.
  • Feche a caixa e cole a etiqueta com a nossa morada e o número de solicitude.

3. Recuperamos os dados do seu RAID

Uma vez recebido o RAID no nosso laboratório, realizaremos um diagnóstico gratuito da avaria e enviaremos um orçamento fechado.

Com a aceitação do orçamento da sua parte, os técnicos começarão a recuperação dos dados. Quando tiverem estabilizado o dispositivo, sempre que a avaria o permitir, enviaremos uma listagem com os ficheiros recuperados. Até esse momento não terá de pagar nada!

Se estiver de acordo com a listagem, gravaremos os dados recuperados no novo dispositivo que você escolheu no momento de aceitar o orçamento e entregaremos ao domicilio sem nenhum custo adicional.

Recuperamos dados de RAIDs de qualquer nível

Um RAID adota a nomenclatura habitual das siglas em inglês de Redundant Arrays of Inexpensive Disks (Conjunto Redundante de Discos Econômicos). É um sistema de armazenamento de dados que surge com a finalidade de superar as limitações de capacidade, segurança e velocidade que apresentavam os discos rígidos.

Para isso, os sistemas RAID são compostos de varias unidades de armazenamento de dados (discos rígidos o SSD) que trabalham dentro de uma mesma unidade lógica. Desta forma o sistema operativo identifica um único dispositivo, à margem de sua atividade e comportamento, e agiliza assim o processo máquina-disco.

Como funciona um RAID?

Os sistemas de armazenamento RAID são dispositivos compostos por circuitos internos integrados de discos que partilham e distribuem a informação entre eles. Assim agilizam os tempos de acesso, possibilitam a recuperação de um sistema em caso de avaria de um dos discos que o formam e proporcionam redundância (repetição da informação contida que permite reconstruir o conteúdo apesar da perda). Esta última funcionalidade consegue-se graças a um principio de restauração e restabelecimento. No caso de uma falha no disco, a informação redundante nos discos saudável é usado para recompor os dados do disco avariado.

A tecnologia RAID permite, também, uma vantagem adicional em relação aos discos rígidos: permite a troca de discos “a quente”. Isto é, não precisa que o sistema seja desligado para serem substituídos.

Laboratório certificado

Equipado com a tecnologia mais avançada

Sala limpa ISO 7 (Clase 10.000)
com armarios de fluxo laminar (Clase 100 y 10)

Laboratório certificado

Níveis de RAID

A tecnologia RAID pode configurar-se de formas muito diferentes, oferecendo diversas possibilidades e “tipologias” chamadas níveis. Cada uma delas prima um equilíbrio diferente entre velocidade, segurança e capacidade. Não há um sistema RAID melhor que outro, mas sim ofertas diversas perante as necessidades do usuário. Saber diferenciá-los é, portanto, vital para poder fazer uma boa eleição.

RAID 0

É o sistema RAID mais rápido que oferece um incremento da capacidade em função dos discos que o formam.

A tecnologia RAID 0 é um sistema que requer de, pelo menos, dois discos conectados em paralelo onde é distribuída a informação. Os dados descompõem-se e repartem-se entre as diferentes unidades de armazenamento que o formam. Assim, as capacidades são agregadas gerando um e grande volumem no computador e facilitam uma grande velocidade no acesso aos dados.

No obstante, perante estas vantagens que apresenta, não permite tolerância a erros, já que não contempla redundância. Por tanto, só é possível dispor desta característica se existir uma cópia de segurança.

RAID 1

Também conhecido como espelho. Este nível de “array” ou matriz oferece uma redundância absoluta, já que a informação é constantemente duplicada desde uma unidade a outra, proporcionando, em todo o momento, uma copia da informação tratada. Assim, no caso de avaria, a controladora permite recuperar os dados e continuar com o trabalho sem que o sistema tenha que se deter.

Para isso, este nível de RAID trabalha com pares de unidades de armazenamento pelo que, como mínimo, é preciso contar com dois discos. Ampliar a sua capacidade significará incorporar dois discos adicionais que permitam realizar a copia ou “espelho” de um deles.

Em contrapartida a esta segurança na recuperação da informação, a capacidade vê-se limitada ao disco de menor tamanho.

RAID 3

Este nível de RAID trabalha com, pelo menos, três discos. Dois deles com capacidade para armazenar a informação e aos que se acede ao mesmo tempo para chegar até ela. O disco restante estará dedicado ao armazenamento de dados de paridade. Deste modo, se existisse uma avaria numa das unidades que formam este nível, a informação que contivesse seria regenerada nesse disco de substituição. Porém, o problema poderia continuar a surgir quando aparecesse um erro em outro dos discos, em cujo caso a informação perder-se-ia.

Aliás, é um sistema que oferece um alto rendimento e capacidade.

RAID 4

A diferença deste nível em relação ao anterior reside em que este tipo de tecnologia permite aceder de forma individualizada aos discos que formam a unidade lógica

Recolha gratuita em seu endereço
Recolha gratuita em seu endereço

Solicite a recolha gratuita do seu dispositivo

RAID 5

É um dos sistemas RAID mais usados. Trata-se de uma unidade lógica composta por, pelo menos, três discos. Neles a informação é distribuída em bandas e cada banda conta com um bloqueio de paridade. Isto é, a diferencia do RAID 3, o RAID 5 não destina uma das unidades à paridade, mas reserva um espaço em cada um dos discos que o formam (bloqueio de paridade) para albergarem dita informação, ficando assim todas replicadas e disponíveis para recuperar os dados no caso de ser necessário. Desta maneira, a recuperação da informação é garantida no caso de erro de um dos discos, cujos dados serão duplicados num disco de substituição. No entanto, não acontece o mesmo se, antes de se reconstruir a informação na unidade de reposição, ocorre outra avaria. Uma situação que suporia a perda de todos os dados da matriz.

RAID 6

Este nível supera em operatividade ao RAID 5. Embora a sua estrutura funcional seja semelhante, este nível de matriz conta com uma maximização de opções. Aumenta o número de discos requeridos para formar uma unidade lógica de três a quatro, ampliando com isto a capacidade. A informação está distribuída igualmente em bandas entre as unidades de armazenamento, mas em vez de dedicar uma alternativa de banda à paridade, esta tecnologia destina duas bandas por disco. Isto se traduz num aumento da segurança à hora de fazer frente a uma perda de dados. Enquanto que o RAID 5 suporta uma falha num dos discos, o RAID 6 suporta duas avarias de disco sem ocorrer uma perda de dados. Também, oferece uma regeneração mais rápida da informação.